Gemologia

A gemologia estuda e classifica os minerais preciosos, utilizados principalmente na confecção de joias. Com características únicas, as gemas têm impressionado os humanos desde os tempos remotos, por sua beleza, raridade, durabilidade, caráter estético, para ambientes e adorno pessoal, e para muitos povos também contém significado simbólico e cultural. As gemas podem ser naturais como minerais, substâncias amorfas, vidros e rochas, ou também substâncias orgânicas, como pérolas, coral e âmbar. Há ainda as gemas sintéticas que são produzidas em laboratórios como esmeralda sintética e diamante sintético.

 

 

Também são encontrados materiais sintéticos que se assemelham a minerais e são comercializados, porém que não possuem correspondente na natureza, como a zircônia cúbica (ZrO2), que pode imitar gemas naturais conhecidas. As gemas geralmente são polidas antes de serem vendidas. Isto é feito tanto para padronizar a peça quanto para apresentar efeitos ópticos que as tornem mais bonitas. Quando estão em estado bruto, são pesadas em gramas ou quilogramas. Porém, após sem lapidadas, a unidade de peso utilizada chama-se QUILATE (ct). Um quilate refere-se a 200 mg e para gemas pequenas, especialmente diamantes, subdivide-se 1ct em 100 pontos. Este quilate não é o mesmo do ouro, nele significa a porcentagem do metal na sua mistura com outros metais.

 

Para se testar a legitimidade de uma gema, utilizam-se processos que não danifiquem a amostra, lupa, pinça, balança, paquímetro, dicroscópio, polariscópio, refratômetro e o microscópio gemológico. Hoje existem pesquisas que pretendem facilitar essa identificação com meios tecnológicos.

 

 


Artigos e Trabalhos

12/10/2014 20:59

MATERIAL DE REFERÊNCIA

—————



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!